Saúde

20 nomes que denominam o açúcar e os prejuízos do consumo excessivo

Frequentemente a presença do açúcar em alimentos é “mascarada” através de nomes de difícil entendimento ou “disfarçados” com denominações aparentemente saudáveis que são entendidas como “naturais”. E, muitas vezes, as entidades responsáveis pela orientação nutricional, não só no Brasil, como no exterior, sāo acusadas de formularem normas que estão em total desacordo com a melhor evidência científica disponível relacionada ao assunto.

Embora este assunto seja bastante controverso, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor elaborou recentemente um infográfico sobre o consumo de açúcar que não pode deixar de ser lido e divulgado. Denominado de “Açúcar que você nāo vê” o infográfico apresenta não apenas a grande quantidade de nomes para o açúcar, mas também destaca os males que o consumo em excesso de açúcar causa em nosso corpo.

Além disso, apresenta 5 passos para não exagerar no consumo do açúcar. Ainda que todos esses passos sejam relevantes, merece destaque o primeiro passo, que orienta para a cuidadosa leitura de etiquetas, que muito frequentemente mascaram a presença do açúcar em sua composição.

A seguir, reproduzimos a lista fornecida no 1º passo existente no infográfico e mais abaixo uma cópia do infográfico produzido pelo IDEC:

  • glicose de milho;
  • lactose;
  • xarope de malte;
  • glicose;
  • frutose;
  • néctares;
  • açúcar cristal;
  • sacarose;
  • açúcar invertido;
  • açúcar de confeiteiro;
  • açúcar mascavo;
  • açúcar bruto;
  • mel;
  • açúcar refinado;
  • melaço;
  • caldo de cana;
  • dextrose;
  • maltose xarope de milho;
  • xarope de malte;
  • maltodextrina;

A página do infográfico original é esta: http://www.idec.org.br/especial/o-acucar-que-voce-nao-ve.

A cópia dele está logo abaixo:

Tags : acucarconsumodietadieta low carblow carbprejuizo
Dr. João Eschiletti

The author Dr. João Eschiletti

Dr. João Carlos Correa Eschiletti (CREMERS 11095 – RQE 11861) é formado pela UFRGS em 1980. É médico nutrólogo pela Associação Brasileira de Nutrologia ABRAN, CFN, MEC. Membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, é mestre em Medicina pela Universidade de Porto – Portugal.

Leave a Response