NutrologiaPerder Peso

Tudo o que você queria saber sobre o Xilitol

Se você está começando sua dieta Low-Carb ou já aderiu a ela faz algum tempo, chegou a hora de descobrir tudo o que você queria saber sobre o Xilitol. Ele é um adoçante bastante mencionado em receitas low-carb como um substituto saudável para o açúcar comum.

Mas o que é o Xilitol? Ele é realmente mais saudável? Existe alguma contraindicação?

Neste artigo, vou esclarecer todas essas questões!

O que é Xilitol?

O Xilitol é um adoçante natural que pode ser encontrado em frutas e vegetais em pequenas quantidades. Ele é considerado um poliól, ou seja, um álcool de açúcar – que não tem absolutamente nada em comum com o álcool de beber!

Produtos como chicletes sem açucar, balas, doces, produtos para diabéticos e produtos de higiene bucal normalmente contém xilitol em sua composição. Apesar de ser doce como o açucar comum e ter uma aparência semelhante, o xilitol possui 40% menos calorias, o que o torna preferível para quem sofre com diabetes ou está tentando perder peso.

Quais são os benefícios do Xilitol?

Entre os vários benefícios do Xilitol, podemos citar:

  • Baixo índice glicêmico: um dos fatores que torna o Xilitol melhor para a saúde do que o açucar comum, é que o Xilitol não contém frutose e não altera o nível de glicose no sangue; portanto, não causa efeito nocivos à saúde e não afeta a insulina. 
  • Melhora a saúde dentária: consumir Xilitol ajuda a combater a bactéria oral que causa a placa bacteriana que, em excesso, pode causar a gengivite e outras doenças inflamatórias. Essa bactéria (Streptococcus Mutans) se alimenta do açúcar encontrado nos alimentos, mas não pode se alimentar do Xilitol. Estudos comprovam que mascar chiclete que contém xilitol reduz o número de bactérias bucais nocivas entre 27 e 75%, e não tem nenhum efeito sobre as bactérias boas. O Xilitol também reduz as cáries e aumenta a produção de saliva ao mesmo tempo que reduz a sua acidez, o que melhora a saúde dos dentes.
  • Reduz infecção de ouvido em crianças: a boca, o nariz e os ouvidos estão todos interligados, o que significa que algumas bactérias presentes na boca podem causar infecções de ouvido, especialmente em crianças. O Xilitol pode matar algumas dessas bactérias, e foi comprovado que mascar chiclete com xilitol diariamente diminui o risco de infecção em 40%.
  • Aumenta a produção de colágeno: o colágeno é responsável pela elasticidade da pele, ajudando a amenizar os efeitos da idade. O xilitol ajuda na produção desta proteína.
  • Ajuda a combater a osteoporose: o Xilitol aumenta a absorção de cálcio pelo sistema digestivo, o que torna os ossos e os dentes mais fortes.

O Xilitol pode fazer mal?

Como qualquer produto consumido em excesso, ingerir xilitol demais pode causar alguns problemas gastrointestinais em certas pessoas.

Álcoois  de açúcar podem aumentar a quantidade de água no intestino onde ele é fermentado. E isso pode causar diarréia, gases e dor. Porém, trocando o açúcar comum pelo xilitol aos poucos, deixando o corpo se acostumar, torna mais difícil de efeitos colaterais negativos acontecerem. O consumo de Xilitol não oferece risco algum em longo prazo. 

Já no caso de quem sofre com síndrome do intestino irritável ou intolerância a FODMAPs (conjunto de alimentos fermentáveis que são mal absorvidos pelo nosso organismo e que podem causar desconforto intestinal), indica-se evitar polióis completamente. 

É sempre um preocupação, quando se trata de adoçante, o impacto negativo que eles podem ter na saúde.

No caso do xilitol, esse impacto é positivo!

Substituir o açúcar comum de mesa pelo Xilitol pode trazer diversos benefícios para a sua saúde: vai ajudar a perder peso, não vai afetar a sua insulina, vai matar bactérias bucais nocivas, e, é claro, vai ajudar a manter aquele docinho na sua dieta low carb!

Tags : tudo sobre xilitolxilitol
Dr. João Eschiletti

The author Dr. João Eschiletti

Dr. João Carlos Correa Eschiletti (CREMERS 11095 – RQE 11861) é formado pela UFRGS em 1980. É médico nutrólogo pela Associação Brasileira de Nutrologia ABRAN, CFN, MEC. Membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, é mestre em Medicina pela Universidade de Porto – Portugal.

Leave a Response