Algo que vem sido discutido bastante ultimamente é a estratégia alimentar chamada Jejum Intermitente. Neste artigo, vamos falar um pouco sobre o que é o Jejum Intermitente, seus benefícios e indicações.

O que é Jejum Intermitente?

Você com certeza já ouviu falar sobre como é preciso comer de 3 em 3 horas, mas isso é um mito! Não existe nenhum estudo que comprove que comer mais vezes durante o dia ajuda na perda de peso. Na verdade, comer mais vezes por dia faz com que você fique com fome mais vezes e precise ingerir mais calorias, e é isso o que o Jejum Intermitente visa corrigir.

Jejum Intermitente nada mais é do que a prática alimentar de alternar um período de jejum com uma interrupção para consumir alimentos – ou seja, alternar o tempo de jejuar com um período em que você pode comer.

O período de jejum pode variar bastante, já que depende de cada pessoa e os limites que você define para si mesmo – é comum um período de jejum de 10 horas ou mais.

Quais são os benefícios do Jejum Intermitente?

Entre os vários benefícios do Jejum Intermitente, podemos destacar:

  • A praticidade de fazer menos refeições;
  • Mais facilidade para emagrecer;
  • Prevenção de doenças cardíacas ou neurodegenerativas (como o Alzheimer), e ou câncer;
  • Melhora a sensibilidade à Insulina;
  • Promove a Autofagia celular;
  • Combate inflamação e stress oxidativo;
  • Aumenta a perspectiva de vida.

Quem pode e quem não pode fazer Jejum Intermitente?

O Jejum Intermitente pode ser feito por basicamente qualquer pessoa saudável, e o processo de adaptação varia de pessoa para pessoa – alguns vão achar mais fácil passar mais tempo em jejum do que outros, mas isso vai depender dos hábitos de cada um.

Porém, o Jejum Intermitente não é indicado para certas pessoas, como:

  • Gestantes ou lactantes;
  • Crianças;
  • Pessoas que sofrem com desordens alimentares (como Anorexia e Bulimia);
  • Pessoas que estão se recuperando de uma cirurgia ou período de doença grave;
  • Pessoas com Diabetes;
  • Pessoas que apresentam doenças nos rins ou fígado;
  • Pessoas muito magras, anêmicas, ou desnutridas.

O correto é sempre consultar seu médico para garantir a sua saúde!

Como começar o Jejum Intermitente?

A melhor forma de começar a praticar o Jejum Intermitente é passando a pular o café da manhã. Pode ser uma surpresa para você, principalmente se você passou a vida toda ouvindo que o café da manhã é a refeição mais importante do dia, mas isso não é verdade.

Tecnicamente, enquanto você dorme você já está praticando o jejum, já que, se você está dormindo, não está comendo. O tempo indicado para uma boa noite de sono são entre 7 a 8 horas, o que significa que, se você não tomar café da manhã, você já irá passar mais de 10 horas em jejum.

Dito isso, vale lembrar que não tem nada errado em tomar café da manhã – ele apenas não é tão importante quanto você pensava. Se você preferir tomar café da manhã e estabelecer horas diferentes para o seu jejum, não tem problema! O tempo que você passa em jejum é mais importante do que os horários em que você come, o que torna o Jejum Intermitente flexível e fácil de adaptar à sua rotina.

Tags : dietaestratégia alimentarjejumjejum intermitenteperder peso
Dr. João Eschiletti

The author Dr. João Eschiletti

Dr. João Carlos Correa Eschiletti (CREMERS 11095 – RQE 11861) é formado pela UFRGS em 1980. É médico nutrólogo pela Associação Brasileira de Nutrologia ABRAN, CFN, MEC. Membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, é mestre em Medicina pela Universidade de Porto – Portugal.

Leave a Response